Como você constrói a confiança

 

Os administradores que aprenderam a construir relações de confiança usam algumas práticas em comum. A seguir, vamos resumir o que pode ser feito para emularmos esses administradores de sucesso.

 

Mantenha-se aberto. A falta de confiança bem tanto daquilo que as pessoas não sabem como daquilo que elas sabem. A abertura leva a confiança e à boa fé, portanto, mantenha as pessoas informadas, deixe claro os critérios pelos quais as decisões são tomadas, explique a racionalidade de suas decisões, seja sincero sobre os problemas e comunique totalmente as informações relevantes.

 

Seja justo. Antes de tomar decisões ou executar qualquer ação, considere a maneira como os outros vão percebe-las em termos de objetividade e justiça. Dê crédito onde é devido, seja objetivo e imparcial nas avaliações de desempenho e preste atenção nas percepções sobre a equidade das recompensas distribuídas.

 

Exponha seus sentimentos. Os administradores que se atêm apenas aos fatos passam a impressão de frieza e distanciamento. Se você compartilhar seus sentimentos, será visto como um ser real e humano. Eles saberão quem você é, e o respeito que lhe devotam será maior.

 

Diga a verdade. Se a integridade é critica para a confiança, você deve ser visto como alguém que sempre diz a verdade. As pessoas geralmente preferem ouvir “aquilo que não querem” a descobrir que seu superior mentiu para elas.

 

Demonstre consistência. As pessoas querem previsibilidade. A falta de confiança pode surgir quando não sabemos o que esperar. Dedique um tempo para analisar seus valores e convicções. Depois, deixe que eles orientem suas decisões. Quando você souber qual é seu propósito fundamental, suas ações estarão de acordo com ele e você projetará uma consistência que conquistará confiança.

 

Cumpra suas promessas. A confiança requer que as pessoas acreditem que você é digno de fé. Para isso, você precisa assegurar-lhes que mantém sua palavra e seus compromissos. Promessa feita deve ser promessa cumprida.

 

Mantenha sigilo sobre as confidências. Você confia nas pessoas discretas e com as quais pode contar. Assim, se as pessoas se abrem com você, contando algo confidencial, você precisa se assegurar de que isso não será discutido com mais ninguém, que a confiança não será traída. Se as pessoas o perceberem como alguém que deixa vazar informações confidenciais e que não oferece segurança, você não será percebido como alguém digno de confiança.

 

Demonstre competência. Ganhe a admiração e o respeito dos outros demonstrando habilidades técnicas e profissionais. Dê atenção especial ao desenvolvimento de suas capacidades de comunicação, negociação e outras habilidades interpessoais.

 

Comportamento Organizacional – Stephen Robbins – Pearson Prentice Hall (PP 294 -296)